quinta-feira, 11 de março de 2010

Vai explodir na nossa cara


Já informei porque o tema segurança Pública não é abordado no blog. Vou abrir uma exceção, e pedir: não tenham raiva do mensageiro por causa do conteúdo da mensagem.

Os traficantes de drogas estão, como eu já expliquei, fazendo a realização de faxina no grupo de compradores que não pagam pelo produto. Vão morrer, até o final do ano, cerca de 30 pessoas aqui em João Monlevade. Se nada de mais concreto for feito, é claro.

E vou explicar porque a sociedade monlevadense deverá se preocupar muito com estas mortes, para além da dor das famílias.

Crack não tem fronteiras morais nem éticas. Por enquanto, os usuários de drogas estão morrendo. Daqui a pouco, alguns terão a ideia de arranjar o dinheiro a qualquer custo e sob qualquer risco. Nesta condição sabe o que eu, você, o "Zé das Couves" (como diz Marcelo Melo) e a "Maria Beterraba" (parodiando o Melo) vamos virar?

Caixas eletrônicos de duas pernas. Uma faca no pescoço, uma bala na cabeça e dinheiro fácil (no meu caso, miúdo, mas ainda assim dinheiro).

Sacaram? Os usuários de crack vão sacar do nosso bolso, da nossa vida, o dinheiro para pagar suas dívidas. Peço desculpas pela grosseria, mas quem tem um caso de consumo de crack em família sabe muito bem do que estou falando.

E aí entram os gloriosos políticos. Aqui na esfera municipal isento todos. Município não tem dinheiro, nem logística, nem competência legal para cuidar de segurança, em nível médio ou avançado.

Na esfera estadual, há cerca de 14 anos espero uma ação afirmativa de investimentos na cidade, voltados para a Segurança Pública. Humildemente informo que não temos mais 14 anos de folga pela frente...

Vamos ter que nos enjaular dentro de nossas próprias casas? Me parece uma inversão de valores muito injusta; o cidadão de bem se tranca e o infrator da Lei exerce o direito de ir e vir. E toca a ouvir axé e sertanejo, geeeente!

Temos embriões de favelas se formando na cidade, com bolsões de desnível social muito grande para ficarem contidos por muito tempo. O contador está correndo. 10...9...8...7...6...

2 comentários:

Anônimo disse...

Olá Célio. Como cidadão e dono de blog Vc tem toda razão em criticar os "14" anos de espera pelos investimentos em segurança pública. Mas como servidor público, acredito ser policial civil, o que tem feito? Um abraço! Jeancarlos.

Célio Lima disse...

Jeancarlos, não há como responder senão convidando-o para uma visita ao setor onde trabalho. Rua Louis Ensch, 266 - Bairro Alvorada. Se puder fazer uma visita, que seja a partir de segunda-feira. Estou no fim das primeiras férias que tiro desde 1996 (já seria algo relevante, mas há mais, muito mais). Só fiz esta parada para cuidar da saúde, estou ficando mais velho e preciso me cuidar.

Se eu tentasse responder pelo blog, soaria inevitavelmente arrogante. E sua pergunta é séria e bem fundamentada, só pode gerar respostas sérias e fundamentadas.

Aguardo uma visita, ok? Posteriormente você poderá retribuir com outro comentário, se as respostas puderem ser consideradas relevantes por você. Um abraço!