sábado, 21 de agosto de 2010

Pode gostar até de sexo com camelos


Vejo, com um pesar solitário e amargo, que as pessoas estão ainda se reportando à uma possível opção sexual do candidato Antônio Anastasia ao governo de Minas Gerais, como fator de peso numa decisão eleitoral.

À parte o óbvio, ou seja, que raios haverá de ligação entre o sexo que alguém pratica e a qualidade do ser humano que ele é, temos o fator "intolerância" como um motivo muito maior de preocupação.

Nenhuma nação do mundo tornou-se relevante incentivando ou sendo venial com a intolerância de seu povo. A exceção, como é de acontecer com todas as regras, é a China. E mesmo a China, no exercício da Bola de Cristal do Drops, não sobreviverá a mais vinte anos de intolerância contra a liberdade e a Democracia plena.

Vou deixar bem claro que minha visão eleitoral não contempla o candidato Anastasia. Mas esta condição passa a anos-luz de sua orientação sexual, se é que o ruído causado na Internet passe de algo além da boataria infame.

Deveríamos, todos, manter nosso foco no que realmente importa. Na integridade do caráter, na presença da honra, na correção dos atos de qualquer ser humano. Para o ser político, basta que estes elementos se apresentem. E não vejo na figura de Antônio Júnio Anastasia qualquer ausência dos elementos que enumerei, muito pelo contrário.

É mais um apelo solitário a tomar conta das páginas do Drops: vamos nos ocupar de coisas grandiosas, e obteremos resultados grandiosos, mesmo quando derrotados. Se nos ocuparmos de mesquinharia, obteremos resultados mesquinhos, mesmo sendo "vencedores".

Se algum de vocês acha que é mais íntegro o candidato Tiririca, em um ambiente que deve guiar grande parte do futuro brasileiro, por favor poupe-se o trabalho de comentar e disseminar mais intolerância, porque não publicarei.

Entre os dois, eu deixaria o Tiririca cuidar de fazer o que sabe mais: comédia. E entregaria a gestão de políticas públicas a cargo do Sr. Anastasia, sem hesitar. Graças a Deus Tirica é candidato lá em São Paulo, e eu tenho uma alternativa eleitoral mais afeita a meu perfil de eleitor para optar aqui em Minas.

O que não farei de modo algum é desrespeitar algum dos dois, com minha intolerância.

Um comentário:

Isadora M. disse...

célio, querido,

obrigada pelo comentário emocionante.

que seja breve o longo agora.

abraço afetuoso,

i