quarta-feira, 22 de setembro de 2010

É futebol?

Dorival Júnior, o técnico do santos FC que tentou colocar um freio no futuro monstro Neymar, foi demitido. No Atlético Mineiro, o já monstro Luxemburgo não pode ser demitido sem afundar as finanças do clube. O universo que abrigava coisas idiotas como amor à camisa, amor ao esporte, respeito pelo adversário e prazer genuíno pela competição, morreu.

Sobrou alguma coisa muito estranha e que fede, onde empresários e patrocínios são as novas estrelas. Neste cenário, só resta aos torcedores vendar os olhos e tapar o nariz para continuar torcendo.

Torcer pelo quê, mesmo?

Nenhum comentário: