quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Diferentes formas de ver


A esmagadora maioria das pessoas vê dessa forma. Por mais que se queira ser criativo nessas horas, não há muito o que fazer. se é merda que a gente joga para dentro dela, é merda o que sai dela de volta para nos assombrar por muito tempo...

Um dia vamos aprender a vê-la desse jeito. Voltada para devolver tudo o que jogamos lá dentro lavado, perfumado, seco, macio e pronto para uso em benefício de nossa dignidade.


O que ela não é, mesmo, é o que parece ser. Essa é apenas sua apresentação em rótulo inocente. Pronta para devolver à sociedade, bem multiplicado, tudo o que a sociedade joga para dentro de suas entranhas. Eu decidi que nunca mais em minha vida vou deixar de vê-la como a co-autora de minhas escolhas, acertadas ou não.

E decidi que não farei mais escolhas que sejam baseadas em nada mais que meu desejo de lavar, perfumar e limpar. Chega de urna-pinico na minha vida!!!

Um comentário:

Mauro Lucio disse...

Célio, fico pensando: se hackers invadem computadores da mais alta segurança, será que esta urnazinha, que nada mais é que um computadorzinho fajuto, tem a tão falada 'segurança' que as autoridades afirmam ter? Eu como programador de 'mainframes' que já fui, sei que é muito fácil embutir subprogramas maliciosos em máquinas deste tipo. Como a honestidade anda em falta em diversos setores, prefiro fazer como vc e não darei mais chance a nenhum candidato por mais honesto que pareça... e farei campanha pelo voto nulo.