segunda-feira, 6 de julho de 2009

Para todos os nossos homens públicos

Pesquisem na Internet - Querem ajuda inicial? - Aqui, ó! - e vejam como deve ser caro montar um programa municipal para diagnosticar precocemente algum caso de retinoblastoma em João Monlevade. Mais ajuda? Pronto!

Sugestões? Cada criança ou adolescente que comparecer ao PA, Policlínica, Postos de Saúde, à sua escola habitual, ao Cidadão Legal de iniciativa do Legislativo, como obrigação para funcionamento de Lan Houses... O universo de aplicação do diagnóstico precoce é quase incontável.

O retinoblastoma é raro. Quisera que não tivéssemos um único caso em João Monlevade e torço por isso. Mas como o diagnóstico pode ser antecipado por uma fotografia digital, tirada por qualquer celular de hoje em dia e sem precisar de revelação em papel, por que não regulamentar a tentativa de pré-diagnose entre o público-alvo monlevadense?

O custo é ridiculamente próximo do zero. Os benefícios, caso seja identificado precocemente um único caso, não tem como ser dimensionados.

Agenda oculta? Vão trabalhar e deixem de lado as discussões sobre quem é mais e quem é menos. Somos todos, mais ou menos, mais e menos.

Um comentário:

Marcelinho disse...

Caro Amigo Célio,
existem vários exames e auto-exames que poderiam previnir várias doenças e/ou diminuir os gastos com tratamentos que muitas vezes são mais paliativos que curativos.
Hoje o auto-exame da mama já faz parte de uma grande maioria de adolescentes (que cedo aprendem) e de mulheres.
E como ficam os outros auto-exames?
Na maioria das vezes, fica com os profissionais que deveriam desmopolizar o saber.
Ou ficam com a ignorância das faculdades e universidades, onde preconizam o uso da Alopatia à Homeopatia ou Terapias Alternativas (que funcionam).
Mas, tenho que concordar com você que as ações devem partir de nós, digo, de mim.
Heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências.
Então, voluntário sempre sou. É uma bandeira fantástica.
Muito Obrigado por ter me sacudido, balançado.
Abraços.