segunda-feira, 23 de abril de 2012

Um DAE na mão, duas COPASAS voando

Vou deixar bem claro: se houver qualquer interesse podre, escondido atrás de repassar o serviço de distribuição de água para as mãos da COPASA aqui em João Monlevade, vou até ao inferno para impedir. Não estou citando nome algum, só estou defendendo a autarquia que temos.

Pode haver uma gestão ainda pouco profissional nele, mas o DAE é um patrimônio monlevadense que, no momento, vejo como inegociável. Temos é que entender seu funcionamento, estudar suas alternativas de trabalho e entender sua dinâmica de negócio.

Mesmo que o seu negócio seja puramente social: garantir água potável, em quantidade adequada e a um preço justo para cada usuário. Monlevade não pode se esquivar: se é necessário um estudo profundo sobre o DAE, vamos fazê-lo e buscar caminhos para seu futuro.

A alternativa é enriquecer uma companhia que não tem identificação nenhuma conosco, e que nos mandaria às favas por qualquer meio tostão quando lhe desse na telha. NÃO ABRO MÃO DO DAE!

Um comentário:

Celso Augusto Lima disse...

PelamordeDeus! Se a Municipalidade permitir a concessão dos serviços à COPASA, estaremos ROUBADOS! Uma empresa especializada em arrecadação máxima, prestação de serviços de qualidade ZERO!
Pode saber que também lutarei junto pelo dinheiro que sustenta minha casinha! Já me basta o absurdo de CEMIG e OI!