terça-feira, 23 de junho de 2009

As vacas sagradas

O termo "vaca sagrada" se aplica a todos que se acham. Literalmente. Alguns humanos não se comprazem em simples viver. Devem viver sobre um palco, diante de uma platéia embasbacada e mesmerizada. Se isso não ocorrer, não é porque o show está ruim: é porque o público é burro.

O maior problema em lidar com as vacas sagradas não reside em encará-las de frente: são vacas e possuem todas as funcionalidades que se espera obter de vacas. O problema reside em encará-las por trás: o que sai dali é exatamente igual ao que sai de todas as vacas comuns, ou seja, esterco. E não é sagrado.

Da próxima vez em que uma vaca sagrada mugir exigindo sua atenção total, coloque um balde no local estratégico e espere. No mínimo você obterá algo útil para alimentar o seu jardim. Contanto que ele não seja sagrado, porque aí...

Um comentário:

Marcelinho disse...

Caro Amigo Célio,
parabenizo-lhe por este post, e eu o usaria para comentar outro post seu: "E o plano de trânsito do Marcelo Torres?" (http://dropsdesanidade.blogspot.com/2009/06/e-o-plano-de-transito-do-marcelo-torres.html).
Cabe como comentário.
Par bom entendedor, um ponto pode ser uma vírgula...
Abraços.